Os 10 anos do Gmail!
gmail-logo

Ontem fez dez anos desde que o Google apresentou o Gmail ao mundo, e justamente por se tratar de um 1º de abril o lançamento não foi tão barulhento logo de cara, mas quando se percebeu que a empresa falava sério, o mercado entendeu que acabara de levar um chacoalhão.

Para começo de conversa, o Gmail chegava oferecendo um espaço inimaginável para os internautas de 2004. Enquanto os e-mails gratuitos da época chegavam a alguns megabytes, o serviço do Google botava 1 GB à disposição de seus clientes.

A mensagem de que você nunca mais precisará deletar seus e-mails é usada até hoje pela empresa, que agora oferece 15 GB de armazenamento.

Quando apareceu aqui no Brasil, o Gmail só estava disponível para quem tivesse convite. Essa tática já havia sido usada com o Orkut e deu dor de cabeça em quem foi enganado com “convites gold”: uma vez dentro do Gmail, você poderia convidar outros, então teve quem jurasse garantir acesso antecipado em troca de dinheiro, ou usava links falsos para propagação de vírus.

O produto também elevou a discussão sobre privacidade com a leitura dos e-mails para oferta de publicidade e para incrementar seu sistema interno de buscas. Essa questão levou a Microsoft a acusar o Google de ser um espião indesejado, convencendo autoridades britânicas de que o Gmail age sem ética (saiba mais).

Hoje o Gmail é um dos produtos mais eficientes e seguros do mercado, impedindo que a maior parte dos spams e golpes cheguem à caixa de entrada dos usuários. Graças ao Labs, laboratório de ideias da empresa, o Gmail também o que mais pode ser personalizado, contando com a inclusão de botões, alteração de layout, entre outras coisas. Em dez anos, se tornou o principal serviço gratuito de e-mails.

Fonte: www.olhardigital.uol.com.br