Retrospectiva Facebook 2015.
facebook-2015

Retrospectiva Facebook 2015: veja o que rolou na rede social durante o ano

No ano de 2015, o Facebook, uma das redes sociais mais populares do mundo, reafirmou-se como o lugar onde as pessoas falar sobre os principais assuntos do momento. Durante todo esse período, política, economia, esporte, tecnologia, jogos, filmes e diversos outras temas foram discutidos em postagens e links compartilhados. De acordo com a assessoria da rede social, foi registrada a marca de mais de 1 bilhão de pessoas acessando a plataforma diariamente.
No mundo todo, já são 1,55 bilhão de pessoas ativas mensalmente. No Brasil, são 99 milhões de usuários, dos quais 89 milhões voltam por meio de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Para comemorar esses números – e com a proximidade do final de ano –, o Facebook compartilhou uma retrospectiva muito interessante da rede social. Juntas, as listas a seguir resumem os maiores acontecimentos do ano.

A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estão entre os políticos mais citados do mundo. No Brasil política também foi destaque entre as principais conversas, além dos ataques em Paris, a morte do cantor Cristiano Araújo e o escândalo da FIFA. Para ver os detalhes de cada assunto, incluindo os principais filmes, programas de TV, atletas, lugares, jogos de vídeo game, pacotes de figurinhas, além das conversas e dos check-ins de diferentes países, visite Year in Review do Facebook.

Assuntos do Brasil
1ª. Dilma Rousseff
2º. Luiz Inácio Lula da Silva
3º. Escândalo da Petrobras
4º. Cristiano Araújo
5º. Jorge & Mateus
6º. Aécio Neves
7º. Rock in Rio
8º. Papa Francisco
9º. Ataques em Paris em 13 de Novembro
10º. Escândalo da FIFA

Lugares do Brasil (com base em dados de check-ins, em vez de dados das conversas)
1ª. Beto Carrero World
2º. Parque Ibirapuera
3º. Santuário Nacional de Aparecida
4º. Parque Zoológico de São Paulo
5º. Beira Mar de Fortaleza
6º. Allianz Parque
7º. Sambódromo da Marquês de Sapucaí
8º. Cristo Redentor – Corcovado, RJ
9º. Thermas Dos Laranjais
10º. Quinta da Boa Vista

Programas de TV (Global)
1º. Game of Thrones
2º. The Walking Dead
3º. The Daily Show
4º. Saturday Night Live
5º. WWE Raw
6º. Os Simpsons
7º. 19 Kids and Counting
8º. Grey’s Anatomy
9º. Last Week Tonight with John Oliver
10º. Orange is the New Black

Assuntos (Global)
1. Eleições presidenciais nos Estados Unidos
Um ano antes dos eleitores dos Estados Unidos irem às urnas, a corrida pela eleição presidencial de 2016 foi um dos temas de conversa mais abordados de 2015 em todo o mundo. Do anúncio das campanhas às discussões sobre o desempenho nos debates, os candidatos ganharam as manchetes durante o ano todo. As pessoas usaram o Facebook para descobrir notícias e informações, discutir sobre os problemas e se envolver com os políticos que disputam a presidência.

2. Ataques em Paris em 13 de novembro
Na noite de 13 de novembro, terroristas coordenaram uma série de ataques em Paris que abalaram a nação e o mundo. Foi o ataque mais letal na França desde a Segunda Guerra Mundial.
As pessoas em Paris usaram o Facebook para informar aos amigos que estavam a salvo e milhões de pessoas em todo o mundo fizeram publicações ou alteraram as suas fotos de perfil em apoio à França.

3. Guerra Civil na Síria & Crise de Refugiados
O conflito na Síria está acontecendo desde 2011 e a sua magnitude só cresce. O escritório do Alto Comissario das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) estima que há mais de 4,1 milhões de refugiados sírios. A maioria migrou para países vizinhos e mais de 500 mil pediram asilo na Europa.
As pessoas no Facebook usaram Grupos, eventos e Páginas para organizar a arrecadação de doações e oferecer ajuda para refugiados em suas comunidades.

4. Terremotos no Nepal
Em 25 de abril de 2015, um terremoto de magnitude 7.8 atingiu o Nepal matando mais de 8,8 mil pessoas e desabrigando milhões. Nos dias seguintes, centenas de tremores secundários foram sentidos e no dia 12 de Maio um segundo terremoto massivo causou uma devastação ainda maior.
As pessoas do mundo inteiro se uniram rapidamente para enviar ajuda e mostrar suporte para o Nepal. Mais de 770 mil pessoas doaram mais de US$ 15.5 milhões pelo Facebook para os esforços de ajuda local do International Medical Corps.

5. Crise de débito da Grécia
O mundo inteiro acompanhou atentamente a evolução da situação na Grécia depois que Alexis Tsipras foi eleito como primeiro ministro baseado em uma plataforma antiausteridade. Em junho, a maioria dos gregos votou contra a renegociação do acordo de resgate financeiro e questionou se a Grécia deveria permanecer na zona do Euro. Em julho, o país aceitou um novo pacote de resgate financeiro para evitar a falência.
Os líderes do governo e os cidadãos usaram o Facebook para compartilhar seus ponto de vista.

6. Casamento Igualitário
Os defensores do casamento igualitário do mundo inteiro comemoraram vitórias marcantes em 2015. Em maio, a Irlanda se tornou o primeiro país no mundo a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo por meio de voto popular. Em junho, a Suprema Corte dos EUA decretou que todos os estados devem permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Outras mudanças significativas aconteceram em países como o México e o Japão.
No Facebook, mais de 26 milhões de pessoas mudaram a foto do perfil usando o filtro do arco-íris para mostrar o apoio à comunidade LGBT.

7. Luta contra ISIS
Com a continuação da luta contra o Estado Islâmico em 2015, as pessoas buscaram entender o que estava acontecendo com seus amigos e se informar por meio do Facebook. As ações da organização terrorista foram condenadas em todo o mundo, e as informações sobre os últimos acontecimentos foram compartilhadas por todos em nossa comunidade, que também lamentaram pelas vítimas do terror.

8. Ataque ao Charlie Hebdo
Em 7 de janeiro de 2015, dois homens-bomba mataram 12 pessoas e feriram outras 11 no escritório do jornal satírico Charlie Hebdo em Paris. O ataque e quatro incidentes relacionados ao terrorismo reuniram, em três dias, milhões de pessoas em manifestações em Paris e em toda a França.
No mundo todo, as pessoas usaram a frase “Je suis Charlie” (Eu sou Charlie) – para mostrar solidariedade pelas vítimas e apoiar a liberdade de expressão.

9. Protestos em Baltimore
A morte do jovem de 25 anos Freddie Gray, depois de ter sido ferido enquanto estava sob custódia da polícia em abril, resultou em duas semanas de intensos protestos no centro de Baltimore. O incidente reacendeu o debate sobre o força excessiva no policiamento e se tornou mais uma pauta para o movimento Black Lives Matter.

10. Tiroteio em Charleston & Debate sobre a Bandeira
Em 17 junho de 2015, um atirador matou nove pessoas na Igreja Episcopal Metodista Emanuel Africano, em Charleston, na Carolina do Sul, supostamente motivado por crenças de supremacia branca. Quando as fotos do suspeito com a bandeira dos Estados Confederados da América foram descobertas, começou um debate sobre a presença dessa bandeira no Palácio do Governo da Carolina do Sul e em outros estabelecimentos nos Estados Unidos.
As conversas fizeram com que os representantes da Carolina do Sul votassem para remoção da bandeira e para que outras autoridades locais e estaduais eliminassem os símbolos da Confederação de placas de carro, mascotes e muito mais.

Fonte: www.tecmundo.com.br