Twitter poderá virar um social commerce!
Twitter-podera-virar-um-social-commerce

O Twitter parece não querer ficar de fora desse movimento conhecido como social commerce. De acordo com o site Ad Age Digital, a rede social já estuda a possibilidade de adicionar novos recursos para as “brand pages” das empresas. As mudanças incluem soluções de e-commerce, sorteios e concursos que permitirão maior interação entre consumidores e empresas sem sair do canal.
Através das “brand pages” (páginas de marca) os desenvolvedores de aplicativos poderão construir soluções de social commerce no Twitter da mesma forma como fazem no Facebook. Ao que tudo indica, estas páginas se aproximarão muito com o layout do próprio Facebook , já que a possibilidade de postar imagens, vídeos e excederá o limite de 140 caracteres e dará maior liberdade de configuração nos posts.
Com essas novidades o Twitter (assim como o Facebook) pretende ir além de um canal para abrigar hyperlinks, conversações e conteudos informativos. Essa tendência faz destes canais muito mais que uma rede social, mas um destino onde os usuários, fãs e consumidores permanecerão sintonizados e conectados às estratégias, produtos e serviços de uma marca. Em outras palavras, mais que um canal social, um canal de mídia.
Para se ter um exemplo, a American Express iniciou recentemente um programa no qual ela envia ofertas para os usuários do Twitter em troca de certas ações, como twittar uma hashtag. Marcas como a Dell, Best Buy, H & M já estão participando do programa.
Com grande potencial para serem geradoras de receitas as “brand pages” estão disponíveis apenas para anunciantes do Twitter, configurando-se como um novo modelo de negócio. Em um curto espaço de tempo podermos ver empresas investindo, por exemplo, em tweets pagos para conduzir os usuários do Twitter até elas. Basta que as marcas criem “brand pages” interessantes.
De acordo com a eMarketer, a receita do Twitter deve chegar a 259,9 milhões dólares este ano, acima dos 139,5 milhões em 2011.

Fonte: www.b2bmagazine.consumidormoderno.uol.com.br