O impacto da internet nas nossas relações de trabalho, comunicação e consumo
O impacto da internet

O impacto da internet nas nossas relações de trabalho, comunicação e consumo

Parece difícil falar sobre o impacto da internet nas relações atuais que temos com o trabalho e a sociedade, principalmente porque a internet está em todos os lugares. Mais que um luxo, ela se tornou uma necessidade.

Embora tenha sido desenvolvida há apenas 50 anos, não conseguimos mais imaginar nossa vida sem estar conectado. Na última década, ela cresceu exponencialmente em uma velocidade inimaginável, passando de um sistema de pesquisa e conectividade, para integrar a vida de 51% da população mundial.

É através da internet que nos relacionamos com o mundo a nossa volta. Antes, esperava-se que essa tecnologia ajudasse pessoas de todas as partes do globo a se comunicar – a possibilidade de alguém de São Paulo e de Tóquio poderem conversar simultaneamente era extraordinário. Mas hoje, a internet influenciou, principalmente, na forma como nos relacionamos com as pessoas, nosso trabalho e nossa sociedade.

Trocamos mensagens, compartilhamos momentos nas redes sociais, buscamos entretenimento, marcamos encontros, entre dezenas de outras interações on-line. Cada meio de relacionamento sofreu o impacto da internet sobre suas relações, e não somente com os outros indivíduos, mas nossa própria rotina. Afinal, pela internet, nós pagamos contas, pedimos comida e transporte, estudamos, conhecemos pessoas e passamos a trabalhar com essa ferramenta.

As relações de trabalho na internet talvez tenham sido o campo que mais apresentou mudanças com a tecnologia. Nos últimos anos, a internet proporcionou novas alternativas para o mercado de trabalho, e criou demandas que não existiam no passado.

Abordaremos, a seguir, como o impacto da internet nas relações sociais criou novos segmentos de trabalho, e o que isso representa para o futuro da comunicação e dos negócios on-line.

A internet modifica a comunicação interpessoal

Muito antes de ser utilizada em larga escala por todo o mundo, a internet era uma estratégia de comunicação dos Estados Unidos. Durante a Guerra Fria, em meados de 1960, o país tinha medo que bombardeios atingissem núcleos de informações valiosas, como centros de pesquisa e estratégias.

Foi pensando nisso que se desenvolveu uma rede de comunicação que trocava informações entre dois pontos interconectados. Esse serviço descentralizava dados importantes da guerra e do desenvolvimento tecnológico, além de permitir o diálogo entre duas bases distantes.

Durante muito tempo, apenas cientistas e militares tiveram acesso ao primeiro protótipo de internet. Já no final da guerra, sem maiores tensões e ameaças de ataque, a tecnologia foi liberada para uso acadêmico, inicialmente nos Estados Unidos, e, em seguida, para outros países da Europa.

A internet só foi liberada para uso comum a partir de 1990, quando passou a se popularizar. Mesmo que a tecnologia como conhecemos hoje seja relativamente nova, é possível afirmar que a internet surgiu e sempre atuou para a comunicação.

Não é difícil imaginar por que a internet se tornou tão popular e necessária em tão pouco tempo. A chance de conectar bilhões de pessoas na mesma rede, unir tantas culturas ao mesmo tempo, é admirável. Não importa a distância, sejam metros ou milhares de quilômetros, tornou-se possível interagir com qualquer indivíduo, de qualquer parte do mundo, a qualquer momento.

Aos poucos, o impacto da internet nas comunicações interpessoais começou a crescer. Essa tecnologia proporciona, acima de tudo, praticidade e rapidez. Para conversar com alguém do outro lado do globo, em vez de levar meses, por exemplo, leva-se segundos. E essa facilidade começou a se espalhar cada vez mais.

Aparelhos como o telefone e a televisão já existiam, mas não eram, nem de longe, tão funcionais quanto a internet. A televisão disponibilizava imagens do mundo todo, mas era uma comunicação de mão única, enquanto o telefone era caro e limitado. A internet trouxe muito mais que a comunicação, ela trouxe a facilidade.

Na era digital, a forma como nos comunicamos também muda. No início, a internet ajudava a conectar pessoas muito distantes. Em seguida, passou a influenciar nas relações próximas. Em vez de gastar tempo ligando para alguém ou indo pessoalmente até essa pessoa, simplesmente mandamos uma mensagem. Não precisamos digitar todas as palavras, surgem as abreviações e as imagens. O mundo e as tecnologias evoluem, e economizar tempo tornou-se essencial.

As relações interpessoais se tornam rápidas, e a praticidade proporcionada pela internet faz com que seja fácil localizar pessoas, de todos os tipos, para todas as necessidades, sem sequer sair de casa. É nesse contexto que observamos, então, o impacto da internet nas novas relações de trabalho.

O trabalho na era da internet

Pessoas estão usando cada vez mais a internet. Antes, o acesso era feito somente em grandes computadores, os famosos desktops. Depois, notebooks, computadores portáteis. Em seguida, a inovação do telefone móvel com o acesso à rede. Hoje, cerca de 4 bilhões de pessoas possuem um smartphone. A internet na palma da mão, e também na distância de um toque, com o lançamento de novos relógios de alta tecnologia e diversas opções de conexão.

Se a grande maioria da população está conectada à rede, começam a surgir a ideia de unir a praticidade da conexão com as novas demandas que começam a surgir por conta da tecnologia. É possível dividir, então, duas ramificações que representam a ascensão do trabalho e o impacto da internet: os prestadores de serviço, e os empregadores que buscam novos funcionários.

Prestação de serviços na internet: dois mundos aliados

Se os indivíduos estão na internet, seria tolice as empresas não passarem a investir nesse novo e vasto território. O modelo econômico atual nunca foi tão afetado pela internet – a livre iniciativa, a concorrência e a lei da oferta e da procura, por exemplo, são algumas das características predominantes.

Não demorou até que a internet se tornasse palco principal do oferecimento de produtos. Não somente empresas físicas que migraram para a rede, mas também negócios que se desenvolvem na internet.

Por exemplo, vemos surgir aplicativos como Uber e iFood. A terceirização de serviços básicos, como transporte e comida, com menores preços e maiores ofertas. Temos uma infinidade de lojas on-line, que foram capazes de alterar a forma como compramos.

Antes, precisávamos ir até um estabelecimento físico para escolher os produtos que queríamos. Nossas opções eram limitadas – tanto pelo número de ofertas, quanto pela disponibilidade de locomoção. A internet ofereceu um catálogo de alternativas com acesso prático e rápido.

Todas as esferas de serviços sofreram com o impacto da internet. Não somente os meios de oferecer serviços, mas até mesmo a forma de pagamento, através de créditos e moedas digitais – o surgimento de instituições bancárias 100% digitais comprova isso.

Basta entrar no site, selecionar o produto desejado, fazer o pagamento e aguardar a entrega. Tudo isso sentado no sofá, em poucos toques ou cliques.

Além de modificar a maneira que compramos, a internet também cria novas demandas e soluções, com isso surgem novos trabalhos como por exemplo: web designer, programador, analista de mídias sociais, analista seo, influenciador digital, etc. Essa mudança é constante e um pouco assustadora, o mundo dos negócios principalmente on-line é muito fluido e flexível, bastam algumas semanas sem que o profissional se atualize e ele está fora do jogo.

Freelancer e as novas relações entre empregadores e funcionários

Os prestadores de serviço, encontraram na internet uma solução fácil, rápida e com baixo custo para maximizar seu público-alvo e consumidores, oferecendo serviços através de websites e incorporando outros para atender essa nova demanda. O Google por exemplo, ampliou a capacidade de pesquisa e procura de um modo jamais visto.

Com crescimento populacional e a internet cada vez mais acessível, o mercado de trabalho tradicional não é capaz de acompanhar esse processo evolutivo, e crises de emprego começam a aparecer, como é o caso no Brasil.

Esses indivíduos enxergam, então, uma solução de buscar um novo jeito de ganhar dinheiro através da internet. Seja iniciando um negócio próprio on-line, divulgando seus produtos e serviços através de sites e redes sociais ou até virando uma pessoa influente na internet (digital influencer).

Vamos abordar a chegada do freelancer, que talvez seja uma das maiores representações do impacto da internet nas relações de trabalho.

O freelancer é característico do e-business – em tradução, electronic business, ou negócios eletrônicos. Relações que acontecem no meio digital. Já vimos isso anteriormente, com a prestação de serviços, empresas oferecendo seu produto para compra. Agora, são indivíduos oferecendo seu produto para empresas – no caso, a mão de obra. É uma comunicação mútua, totalmente on-line.

O conceito de freelance já existia antes de se tornar popular na internet – pessoas que são contratadas por um determinado período de tempo ou de acordo com um projeto. Não são funcionárias fixas nem possuem vínculo com a empresa, mas trabalham para ela por um tempo.

Na internet, esse tipo de relação foi potencializado. Novos ambientes e novas formas de comunicação exigem novos meios de realizar serviços, e profissionais especializados para tal função. O impacto da internet permite que não haja mais tanta burocracia na contratação desses especialistas – o contato é feito diretamente entre contratante e contratado.

É possível visualizar bem esse contexto no segmento de produção de conteúdo. A internet transformou a forma como os grupos consomem os mais diversos conteúdos na rede, com rapidez, agilidade, profundidade e simplicidade. Notícias, entretenimento, tópicos relevantes e irrelevantes, materiais de estudo e conhecimento. A forma de consumir mudou, então é preciso pessoas que saibam como produzir de maneira correta, visando como esse novo mercado funciona.

Buscamos todo o tipo de soluções para a internet na internet.

Essa situação se repete não somente para produção de conteúdo, mas infinitas áreas. Existem freelancers de tecnologia, administração, criação, edição, suporte técnico. Assim como todos os segmentos passaram a oferecer seus serviços na internet, todas as áreas possibilitam a contratação de freelancers.

Assim como a própria internet, é uma relação de trabalho prática, rápida e ágil. Nos próximos anos, a tendência é que esse tipo de vínculo se torne ainda mais comum – trabalhos realizados virtualmente, contratações conforme a necessidade nos mais diversos campos de conhecimento.

Vale pontuar, também, que na internet a oferta e procura de emprego não se restringe somente a trabalhos virtuais. Muitas empresas passaram a divulgar vagas em seus sites e redes sociais, buscando capacitados para trabalhar pessoalmente – é o impacto da internet em cada nível de trabalho.

A tecnologia é inevitável

É impossível mensurar todo o impacto da internet atualmente, porque ela está em tudo, e suas alterações são visíveis e invisíveis. Ela mudou a forma como fazemos nosso trabalho, compramos nossa comida e nossas roupas, conversamos com as pessoas e gastamos nosso tempo.

A praticidade que vivemos nunca foi tão grande. Tudo ao alcance de um clique, mas, muito mais que o conforto ou agilidade, é também o contato entre pessoas que jamais se encontrariam fora dessa rede de comunicação, ou empresas que encontram profissionais qualificados que não teriam essas oportunidades no mundo off-line.

Para analisar todo o impacto da internet, não podemos analisar somente um determinado segmento, porque todos eles se influenciam mutuamente. É difícil enxergar todas as mudanças, mas podemos pontuar as principais nos dois setores de maior atuação nas relações humanas: a comunicação e o trabalho.

Nossas vidas não poderão voltar a ser como antes da internet, a cada geração, isso se torna ainda mais parte de quem nós somos, como agimos e como nos relacionamos. Estamos nos adaptando às novas tecnologias todos os dias, no mercado de trabalho isso é mais visível.

Portanto se você não quer ficar para trás, comece hoje mesmo a pensar em divulgar sua empresa na internet.
A tecnologia é inevitável, com o passar dos anos vamos ver o mundo on-line aumentando e evoluindo. A tecnologia não espera, é preciso que você e sua empresa acompanhem as tendências e novidades.

Um site é a melhor porta de entrada para sua empresa no mundo on-line, não apenas porque seus produtos e serviços ficam visíveis 24 horas por dia com acesso global, mas porque isso é imprescindível para quase todos os segmentos.

Manter seu negócio online, é trazer mais resultados, estabilidade e crescimento a longo prazo. Se os usuários em potencial não conseguirem encontrar você, a cada dia você perde oportunidades de se conectar e interagir com seus clientes e você perderá muito mais do que fechar vendas.

Para finalizar, não resista ao progresso, não deixe de acompanhar a tecnologia, faça parte da internet e veja resultados incríveis.

By Webby