Segredo do sucesso nas redes sociais
Sucesso nas redes sociais

Sucesso nas redes sociais
O uso das redes sociais é cada vez mais intenso. Praticamente toda pessoa que tem acesso a internet tem um perfil em rede social, ou ao menos já ouviu falar em alguma. Você conhece alguma rede social? Tem algum perfil? Já fez ou ao menos teve vontade de fazer sucesso com seu perfil?

Vamos sanar muitas dúvidas sobre essa febre. Melhor ainda, vamos dar umas dicas infalíveis na hora de estourar em seguidores e se tornar “famosinho” na rede. Ficar reconhecido como blogueirinha não é mole não. Primeiramente, vamos entender melhor as redes sociais. Logo em seguida, descobrir os segredos para fazer sucesso nas mesmas.

Origem e avanço das redes sociais
Pasmem que em 1994 lançaram o GeoCities que se caracterizava como um fórum. Era uma comunidade com o intuito de orientar as pessoas a criarem suas próprias páginas na internet.
Em 1995, logo após o sucesso de GeoCities, surgiu o The Globe, onde os usuários poderiam interagir e trocar mensagens. Nesse mesmo ano e com a mesma finalidade de interação, foi criado o Classmates, que permitia a comunicação entre antigos colegas de escola. Assim, através da plataforma, era possível encontrar perfis.

O Fotolog veio como uma força a mais no ano 2000, e seu grande destaque era para a publicação de fotografias.
O primeiro passo real para as redes sociais foi dado em 2002. Foram lançadas nesse ano as plataformas friendster e o LinkedIn, atual líder quando se fala de rede profissional social, que disponibiliza publicações voltadas a vagas de emprego e mercado de trabalho.

Se você ainda não conhecia nenhuma dessas anteriormente listadas, 2004 vai te fazer se sentir em casa. Foi o ano do pé direito das redes sociais, o ano em que surgiu o Flickr voltado para publicação de fotografias. O semi extinto e recentemente ressuscitado pelo Google, nosso querido Orkut, e também o fenômeno Facebook que ultrapassou o Orkut e colaborou grandemente para sua paralisação.
O passarinho azul, Twitter, chegou em 2006 limitado a 140 caracteres, e tinha característica de um microblog. O ano de 2010 foi a inovação oficial da fotografia. Assim, com a criação do Instagram, a rede social mais popular exclusivamente voltada para publicação de fotos, as famosas selfies tomaram conta das redes.

O Google+ apareceu em 2011, mas não teve seu devido reconhecimento, e suas atividades foram encerradas no final de 2018. O ano de 2011 também nos trouxe o Snapchat, muito popular e também voltado para fotografias, mas com um toque a mais de edição e animação.
Além dessas citadas, temos muitas outras redes sociais, listamos apenas as mais conhecidas e utilizadas, principalmente pelos brasileiros, que são uma sociedade altamente conectada com o mundo digital. Mas afinal, para que servem as redes sociais?

Finalidade das redes sociais
As redes sociais ganham dinheiro pelas horas que os usuários passam dentro delas. Nesse sentido, elas fazem de tudo para você ficar imerso em seu conteúdo. Portanto, existem várias coisas que podemos fazer dentro das redes sociais. Listamos algumas delas.

● Há redes que tem a finalidade de promover e realizar chat de jogos
● Compartilhamento de vídeos, fotos e imagens
● Compartilhamento de diferentes informações
● Aproximação pessoal estabelecendo contatos, relacionamentos e etc.
● Divulgação de produtos e trabalhos
● Promover e publicar vagas de emprego como também preencher vagas
● Buscar conhecimentos profissionais
● Entre outros.

Vantagens do uso das redes sociais
O uso das redes sociais apresentam muitas vantagens, dentre algumas delas temos:

● Conhecer e reencontrar pessoas
● Promover trabalho ou vender produtos
● Acessar informações online
● Fazer networking
● Buscar emprego
● Possibilita interação em tempo real
● Rapidez e eficácia na comunicação

Desvantagens do uso das redes sociais
Além das vantagens, as redes sociais também apresentam desvantagens. Dentre elas, podemos citar:

● Falta de privacidade
● Divulgação e captação de dados pessoais
● Propagação de notícias falsas ou sem procedência (fake news)
● Conversar com estranhos e se colocar em risco, muitas vezes até mesmo de vida.
● Focar na internet e deixar os afazeres importantes

Redes sociais na educação
O Facebook e o WhatsApp são as redes mais utilizadas no quesito educação. Com a possibilidade de criar grupos, facilita bastante o processo de aprendizado e abre um leque de possibilidades no quesito educação.
Como um exemplo, podemos citar a escola. O professor cria um grupo nas redes sociais com os alunos de sua turma, facilitando o processo de transferência de informação entre os indivíduos.

No mesmo grupo, o educador pode incentivar um debate. Os alunos vão se sentir mais à vontade na hora de expressar suas opiniões sem a pressão de falar em público. Assim, irão se expor melhor e o professor poderá avaliá-los melhor, até mesmo no que diz respeito à personalidade.
Apenas um chat de dúvidas às vezes seria mais viável e cabível. Tudo depende da faixa-etária dos integrantes do grupo.

Diferença entre mídias sociais e redes sociais
Para adentrar melhor nesse mundo social, deve-se entender bem os termos mídia e rede. As mídias sociais se referem a todos os canais e ferramentas que promovem os conteúdos de forma descentralizada, já as redes sociais, por sua vez, não englobam um todo, e sim um grupo de forma individual.

As redes sociais se tornam uma categoria das mídias sociais e, às vezes, as duas cabem na mesma ferramenta ou site.
O YouTube, por exemplo, tem a finalidade de publicar e promover vídeos que englobam um todo. Assim, qualquer pessoa pode acessar tal vídeo, desde que esse não apresente restrição de idade. Porém, dentro do YouTube, há a possibilidade de integração das pessoas que assistiram ao vídeo. Um grupo de pessoas que deixa seus comentários, sugestões e críticas, tornando assim o YouTube uma rede social também.
Agora que já sabemos o linguajar convencional, vamos aos segredos para o sucesso.

Escolhendo a rede social adequada
O primeiro passo é escolher qual das redes será mais útil para a publicação e propagação que você precisa e deseja. Vamos fazer apresentações prévias sobre as redes sociais mais acessadas e assim ficará mais fácil para que você escolha a que mais se adequa a sua necessidade.

● Facebook: Mencionado acima, ele é uma das principais redes, com foco no relacionamento de pessoas e uma grande brecha para divulgação, principalmente em campanhas de marketing digital. A plataforma oferece inúmeros recursos que facilitam desde a publicação de itens a venda quanto comunicação de mão dupla. Dentro do próprio Facebook há o marketplace que é o “mercado” da rede, por lá pode-se vender e comprar itens que seus próprios usuários da rede anunciam.

● WhatsApp: Há quem diga que não se trata de uma rede social apenas de um aplicativo para troca de mensagens rápidas, mas que bem usado também promove lucros. Através dele também há a possibilidade de venda, compra e promoção. Um grupo criado no WhatsApp pode chegar a 250 integrantes e a partir dele gerar outros grupos ou repasse de informações individuais, sem falar nas chamadas de vídeo e de voz que têm bastante aprovação e elogios por parte dos usuários.

● Twitter: A popularidade já não é mais a mesma, mas é inegável a quantidade de usuários. No Brasil temos cerca de 30 milhões de perfis. São 500 milhões de publicações diárias, cerca de 6 mil a cada segundo. Isso porque a plataforma permite apenas 140 caracteres por publicação, imagina se isso se expande? Perfis empresariais tem uma grande demanda no Twitter pois a demanda é mais em assunto dos momentos, os Trending Topics e a interação são entre todos os usuários que utilizando uma hashtag conseguem formar um grupo de pessoas que estão falando do mesmo assunto.

● Instagram: esse é o mais popular no mundo das fotos. Apresenta dinâmica através de suas curtidas e comentários o que deixa uma pessoa mais visível e popular no site, o que a promove, seja um perfil pessoal ou empresarial, dentre eles os famosos blogueirinhos se destacam com suas fotos, sorteios e etc. Se quer fama com a aparência ou promoção de produtos o Instagram é sem dúvida a melhor escolha.

● LinkedIn: De caráter profissional tem como finalidade apresentar empresas, currículos e manter um vínculo mais estreito voltado para o lado empregatício e parcerias estratégicas para fomentar o networking.

● Pinterest: Promove marketing de relacionamento com ideias criativas prontas para serem curtidas. Apesar de não ser muito conhecido já são mais de 19 milhões de usuários só no Brasil. Se seu intuito é ideia e criatividade não pode ficar fora dessa.

● Skype: Ideal para chamadas de vídeo e voz. Essencial para empresas por manter conexão estável e possibilitar videoconferência se preciso. Já não faz mais o mesmo sucesso desde o WhatsApp, mas é indispensável.

● YouTube: por último e não menos importante o Youtube que permite a publicação de vídeos e como já citado anteriormente, por sua vez também faz a interação entre os internautas usuários através de seus comentários e os likes e deslikes.

A importância do conteúdo
Depois de escolher qual a rede que vai ser mais benéfica e também o conteúdo que vai ser publicado está na hora de definir uma frequência de publicação. Sempre manter uma frequência para que o público não desista de seguir seu conteúdo. É importante manter edições e assuntos coerentes a aquilo que seu perfil promete trazer. Pesquisar bastante o conteúdo antes de publicar também é uma boa dica para o sucesso nas redes sociais.

Deve-se preocupar com mais qualidade do que quantidade, o público quer consistência e certeza naquilo que se propõe a seguir.
Abra leques em um mesmo tema, apesar de obter o foco não é apenas sua opinião que importa. Jogue uma estratégia e deixe fluir naturalmente as ideias.

A interação com as pessoas
Sempre procurar interação já que esse é o intuito em comum de todas as redes sociais. O sucesso não vem sozinho, tem a parte de macrocaptação, tem que buscar mais público, chamar a atenção dentre todos os outros. Você nunca será o único a produzir, mas pode ser o melhor se souber como ter destaque, seguindo passos certos e se mostrando sociável e acessível.

Necessidade de atualização sobre o tema
Manter-se sempre atualizado e conectado as informações sobre aquela área que você vai publicar. Além de se atualizar deve-se mostrar atento aos seus seguidores, trazer novidades e apresentar estatísticas.

Aceitando críticas
Com grande visibilidade as críticas vêm naturalmente. Esteja preparado para saber como reagir e sempre responder os comentários negativos. De acordo com os comentários você vai conseguir ter uma noção de qual publicação foi aprovada e qual teve mais rejeição por parte do público e terá maiores resultados nos próximos posts.

De pessoa para pessoa
Coloque-se sempre no lugar da audiência e esqueça seu SEO, a simplicidade vai falar muito mais alto na hora de promover seu trabalho. Lembrando que tudo depende do seu público. Se for um perfil no LinkedIn com certeza deve ser de cunho formal e menos descontraído. Sempre analisar antes o seu foco e escolher a melhor rede social para publicar.

Não seja impaciente
Não ataque todas as redes sociais de uma vez, garanta seu espaço pouco a pouco em cada uma. Claro que ganhará maior visibilidade utilizando mais de uma, porém isso irá te sobrecarregar e talvez o conteúdo fique pesado e não de tempo de atualizar todas as redes perdendo o foco e o objetivo e consequentemente perdendo o sucesso.

Para encerrar nossas dicas sobre redes sociais.
As dicas apresentadas não são definitivas nem absolutas. Além disso, existem situações que são totalmente contrárias ao que trazemos neste artigo e deram certo, mas pela grande maioria essa base é fundamental.
O mais importante é começar aos poucos e ir se promovendo. Entenda que nada vai acontecer da noite pro dia, o empenho é a chave mestra disso tudo, e a persistência anda ao seu lado.

Lembrando que o feedback do público é o que vai te ajudar. Ele serve para você analisar melhor o conteúdo que está sendo publicado e, se for preciso, alterar para um maior sucesso. As pessoas têm grande facilidade de se expressar na internet, principalmente sobre suas expectativas. Portanto, busque ouvir as pessoas pelas redes sociais, elas têm muito a dizer.

Agora que já tem em mãos o passo a passo do sucesso, está na hora de parar de sonhar com ele e começar a realizar. Levante a tese, defina o marketing, o plano de publicação e corra atrás do público. Depois, é só deixar fluir que o sucesso chega. Friso que, em suma, o sucesso acarreta ganhos monetários em todas as redes sociais.

Sendo assim, basta se promover em algumas dessas redes para ter ganho fácil. Imagine você em um programa de televisão pelo sucesso de sua empresa ou marca. Pode ser de qualquer coisa: humor, cosmético ou um blog diário de rotina.

Equipe Webby